domingo, 13 de março de 2011

Desastre nuclear em curso no Japão

Foto: Ag.  Reuters
O Japão que durante a Segunda Guerra Mundial em 1945, foi vítima do lançamento de 02 (duas) bombas nucleares pelos EUA de forma estúpida e desnecessária, ocasionando milhares de mortes e décadas de contaminação radioativa nas cidades de Hiroshima e Nagasaki, com milhares de pessoas sendo acometidas de uma série de doenças e mutações genéticas nas décadas que se seguiram, enfrenta nova ameaça nuclear.


Esta semana em razão do terremoto de 8,9º na escala Richter seguido de tsunami e tremores secundários, sofre também o risco de um enorme desastre nuclear, pois reatores da usina nuclear de Fukushima Daiichi foram bastante atingidos, estando sem resfriamento adequado e havendo riscos de perda de controle de alguns processos e explosões, que apesar de não atingirem os núcleos dos reatores propriamente, provocariam ainda mais liberação de radioatividade, a partir de novos vazamentos de material além dos já constatadas como 1000 vezes acima dos níveis de segurança, e que já provocaram contaminação de pessoas e locais.


Veja as notícias recentes no Último Segundo onde o número de expostos a radiação já é de 160 pessoas

Para você entender melhor:

O princípio de funcionamento de uma usina nuclear baseia-se num processo de fissão nuclear controlada (onde quebra-se o núcleo de um átomo de elemento químico enriquecido, para transformá-lo em outro elemento radioativo capaz de liberar imensa quantidade de energia durante o processo).  Com a quebra dos núcleos dos átomos, a radiação liberada (energia radioativa) provoca o aquecimento da água gerando vapor que move turbinas de geração de energia elétrica,  energia que será distribuída para as localidades beneficiadas.

Ocorre que o processo é delicado e exige alta tecnologia, além de não ser totalmente seguro ao contrário do que defendem a maioria dos cientistas da área.  A fissão é uma reação em cadeia (ou seja, é como dominós postos um ao lado do outro caem em seqüência, no caso da fissão é a energia do núcleo de um átomo que quebra o outro), a medida que ocorre libera radiação alfa, beta e gama, a primeira na forma de partículas, e a demais na forma de feixes/raios, que atingem núcleos os núcleos de outros átomos e assim sucessivamente na direção de um ponto crítico (que é uma explosão descomunal, equivalentes a explosões da ordem de milhares de toneladas de dinamite - TNT).

O que faz com que o reator não exploda com tanta energia e calor liberado, é o constante resfriamento do núcleo instável gerado na fissão, este está encapsulado em recipientes/câmaras com anteparos de chumbo e concretos, resfriado externamente em geral por água pesada (ou água puríssima/destilada) sem contato com o material radioativo, pois há diversos sistemas de resfriamento (um resfriando o outro) que agem trocando calor e atenuando os efeitos destes sobre as câmaras e dutos de vapor, e sobre o núcleo do reator.  É como um radiador de auto vazando vapor, e para resfriar coloca-se toalhas molhadas ou vai-se trocando a água gradativamente através da reposição lenta desta.

Até onde se sabe dois reatores, o 1 e o 3, tiveram seus sistemas de resfriamento danificados seriamente e estão a temperaturas críticas, sendo que o 1 sofreu explosão que danificou o sistemas de condução de vapores, e sistemas que recebem algum grau de contaminação, liberando uma "nuvem radioativa" (não é uma nuvem visível pois a radiação é em forma de partículas ou feixes/raios).  Esta nuvem estaria se deslocando em direção a outras localidades dentre elas a Rússia.

O homem e toda a forma animal e vegetal tem um nível de tolerância a exposição a radiação, é por isso que não se recomenda fazer exames de radiografia (onde emite-se partículas alfa) com freqüência nem em gestantes ou pessoas com certas debilidades.  A radiação provoca morte imediata, ou câncer, e mutações genéticas e pode permanecer por décadas ou até milhares de ano dependendo do elemento radioativo usado. Com certeza haverá danos irreversíveis a pessoas e animais por décadas, inclusive alguns transmitidos a gerações por mutações genéticas, além do quase tudo o que é contaminado torna-se agente de contaminação pois emite radiação.

O Japão é um dos países com mais alto nível de segurança e controle de material radioativo e processos, assim como um dos mais bens estruturados para enfrentar terremotos e tsunamis, mas tudo isto são para os nossos padrões, fora da escala natural e fora da grandeza da Obra de Deus.

Hoje já há notícias que confirmam o que nós apontamos ontem por  inspiração do Senhor, de que ocorreram terremotos de magnitudes elevadas nos próximos dias, o que deve gerar ainda mais pânico e dor não só na região mais em outras nações.

QUE A SABEDORIA DO SENHOR PREVALEÇA SOBRE A DOS HOMENS, PARA O BEM DE TODOS E GLÓRIA DE DEUS!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja responsável em seus comentários!

Flagrantes e opiniões no Foco BRASIL

Estamos elaborando e produzindo um novo instrumento de prestação de serviços de utilidade pública, de divulgação de ações sociais e expressão de opiniões, denúncia e informações.

Trata-se do blog Foco BRASIL que breve estaremos publicando, nele estaremos abordando questões relacionadas com o cotidiano e comportamento social, política, administração pública e povo.
Além de implementar, divulgar e apoiar ações de prestação de serviço de utilidade pública

Nossa abordagem será mais específica e isenta, numa linha de informação clara, que estará integrada as outras propostas, em alguns momentos complementando ações em curso, contudo com um formato diferente do trabalho que fazemos nesta página.

Manteremos um link direto com o novo blog aqui nesta sessão, a previsão é de realizar no mínimo uma publicação semanal através deste.

AGUARDEM!

-------------------------------------

Nossas publicações em português do Brasil, podem ser traduzidas através do Translation ou outro aplicativo.
Loading...