sexta-feira, 15 de abril de 2011

O que é preciso entender

Um evento após o outro, um começo de ano difícil sobre vários aspectos!

Em muitas regiões aconteceram fatos que nunca haviam ocorrido em tais proporções, ou que não ocorriam a décadas!   Que lição tirar de tudo isto?

Apesar do sofrimento e das tragédias que atingiram muitos povos, passados os efeitos imediatos, o que assistimos é uma total falta de compreensão  e sensibilidade quanto a necessidades de reformulação de posturas por partes das autoridades competentes, no sentido de ter uma maior atenção: com o meio ambiente; com o planeta; e com a promoção de iniciativas que levem a transformações e mudanças necessárias nos nossos modelos sociais, principalmente no tocante a assistência social, a saúde, educação, segurança, relações ambientais, promoção da vida e da justiça social, etc.  Mudanças que só podem ser implementadas à luz de uma concepção de vida espiritualizada, baseada na verdadeira caridade, na fraternidade e no amor compartilhado por Jesus Cristo. 

Mas ainda há também uma forte resistência por muitos segmentos sociais, que não enxergam a importância da concepção de vida proposta por Jesus, e que combatem as ações cristãs e suas propostas, quanto a revisão dos padrões de vida e relacionamentos humanos vigentes, padrões que mostram-se excludentes e injustos, algumas vezes perversos e decadentes, alguns deles institucionalizados ou presentes em leis e normas discutíveis.

Os eventos que se sucedem em diversas partes do planeta não são castigos de Deus, mas apenas resultados de nossos pecados, um dos quais o de não implementarmos relações verdadeiramente fraternas entre os povos, baseadas em conceitos como o de uma justiça universal, e de um amor superior.  Os eventos que se seguiram ainda com muita intensidade, são nada mais que conseqüências de nossa falta de amor para com todas as manifestações da criação divina.

Agredimos o planeta, provocamos desequilíbrios ambientais, promovemos o abandono e a exclusão social, atiramos ou largamos milhões de pessoas de cores, nações e credos diversos, a situações de fome, de doenças e profunda miséria.  Vivemos mergulhado num modelo social egoísta onde cultua-se, idolatra-se o dinheiro, o poder, a ostentação, e várias outras formas de desamor (estimulados pelo Inimigo), onde geramos pessoas doentes do corpo e da alma, e sociedades degeneradas, perdidas e sem valor!

A mensagem do Senhor está clara nos evangelhos e ao longo de toda a Sagrada Escritura.
Os avisos e clamores por uma mudança de atitude de nossa parte, estão ao longo de toda a história da humanidade em toda Palavra de Deus, mas lamentavelmente não escutamos os avisos e os apelos do Criador, não enxergamos o que devemos ver (a face de cristo em nosso irmão), e nos fechamos ao amor que Jesus nos oferece, ao verdadeiro amor de Deus!

Quando os eventos voltarem a se suceder, quando o choro e o sofrimento se repetirem dentro em breve, seja nos locais onde já ocorreram recentemente (Japão, Tailândia, Itália, Egito, Iémem ou Líbia, Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Minas e Espírito Santo), ou em outras partes (Chile, Peru, México, EUA, China, Índia, Indonésia Koréia, Israel, Síria, Rússia, França ou no NE do Brasil), não vamos procurar culpar à Deus.  Não vamos nos deixar levar pelas ações do Inimigo que tenta nos levar para longe de Jesus e da verdadeira razão de nossa existência: a vida plena do amor divino, do amor da Santa Trindade.

Lembremos que a felicidade sem Cristo, é falsa e passageira!  Que os momentos de glória como nas comemorações dos jogos e competições esportivas, passam, e não resistem às dores que nos atingem, muitas vezes causadas até mesmo pelo que podíamos esperar ou pelo que não está diretamente relacionado a nós.

Como diz São João sobre Jesus em sua Segunda Carta, versículo 6:

O amor consiste nisto: em viver conforme os mandamentos dele. E o primeiro mandamento. como aprenderam desde o princípio, é que vocês vivam no amor.

Aproveito e replico o trecho final da mensagem que postei no meu Orkut esta semana que continha a passagem de São João:

Se de fato praticássemos este mandamento, considerando toda a plenitude do amor a que se refere João: o amor de Jesus Cristo.    Pergunto haveria necessidade de outro mandamento?   Haveria espaço para sofrimento e tanto mal?

O remédio para nossos males foi prescrito por Jesus há milênios, nós é que ignoramos sucessivas vezes a sua mensagem de amor!


Então chega de gerarmos Wellington's, de abandonarmos as pessoas a sua própria sorte!  De assistirmos tragédias como as das chuvas na Região Serrana do Rio, e não enfrentarmos o que de fato a causou! Aliás por que se permite que os atingidos pelas chuvas de janeiro de 2011, retornem para casas e prédios condenados e em área de risco por falta de assistência dos poderes públicos?  Não bastaram os mortos a época, quantos mais precisam morrer?

Para que seguir com projetos de construção de usinas nucleares, não foram suficientes as mortes em Tchernobyl, e as que ainda ocorreram no Japão em Fukushima?  

Acho propício compartilhar uma grande mensagem bíblica: 

Apocalipse 3:10-13

Uma vez que você guardou a minha ordem para perseverar, eu também guardarei você na hora da tentação. Essa hora virá sobre o mundo inteiro, para por à prova os habitantes da terra. Eu venho logo! Segure firme o que você tem, para ninguém tomar a sua coroa.  Farei do vencedor uma coluna no templo do meu Deus; e aí ficará para sempre. Gravarei nele o nome do meu Deus; gravarei o nome da cidade do meu Deus: "A Nova Jerusalém, que desce do céu, de junto do meu Deus". Gravarei no vencedor o meu novo nome. Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.

Quero pedir à todos que crêem nesta concepção cristã, que mantenham-se firme em sua fé e façam sempre o que lhe inspirar o Espírito Santo de Deus, não tema os que levantam-se contra os ensinamentos de Jesus, eles não vão prosperar! Continue perseverando e levando o evangelho à todos que puder, em todos os momentos e de todas as formas, mas principalmente compartilhando o amor que recebemos, esse é o nosso compromisso. 
E nos momentos de dor e sofrimento, ajude seus irmãos, assista-o no que puder, e se não souber o que dizer ou fazer para minimizar seu sofrimento, faça o que fez Jesus de forma tão sublime, simplesmente trate-o com amor e carinho, o amor tem um grande poder de cura!

Aproveito para externar publicamente a minha sincera gratidão ao Senhor, por dar-me as forças que necessito para viver e por ter me guardado nos momentos difíceis que enfrento, e que me foram revelados a mais de 06 anos passados.  Se não fosse o grande amor de Jesus, eu não conseguiria vencer todas as dificuldades que me foram postas ou criadas por mim, mas Ele é fiel e sempre esteve aos meu lado, mesmo quando eu o esqueci!  Breve terei mais razões para estar a ainda mais grato, confio em te Senhor! Sempre!

Agradeço ainda a Jesus por me permitir agir no momento e da forma correta, e ter a satisfação de novamente receber graças, e poder ver minha filha saudável e conduzindo sua vida.  Obrigado Senhor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja responsável em seus comentários!

Flagrantes e opiniões no Foco BRASIL

Estamos elaborando e produzindo um novo instrumento de prestação de serviços de utilidade pública, de divulgação de ações sociais e expressão de opiniões, denúncia e informações.

Trata-se do blog Foco BRASIL que breve estaremos publicando, nele estaremos abordando questões relacionadas com o cotidiano e comportamento social, política, administração pública e povo.
Além de implementar, divulgar e apoiar ações de prestação de serviço de utilidade pública

Nossa abordagem será mais específica e isenta, numa linha de informação clara, que estará integrada as outras propostas, em alguns momentos complementando ações em curso, contudo com um formato diferente do trabalho que fazemos nesta página.

Manteremos um link direto com o novo blog aqui nesta sessão, a previsão é de realizar no mínimo uma publicação semanal através deste.

AGUARDEM!

-------------------------------------

Nossas publicações em português do Brasil, podem ser traduzidas através do Translation ou outro aplicativo.
Loading...