sábado, 8 de janeiro de 2011

Chuvas em São Paulo

Ontem após 1 hora de chuvas contínuas o córrego na avenida Aricanduva transbordou causando destruições, e impossibilitando o trânsito de veículos, isto já é uma triste rotina na capital paulista.  Infelizmente o desmoronamento provocou a morte de mais 01 (uma) pessoa.  As chuvas também atingem fortemente o estado de Santa Catarina, a possibilidade de novas tragédias são reais, para nossa tristeza.

As chuvas em 2010 provocaram  476 mortes em todo o Brasil, durante todo o ano que passou o estado que mais sofreu foi o Rio de Janeiro.

Algumas ações podem ser feitas pelos próprios moradores de áreas ribeirinhas, uma delas é evitar a colocação de lixo nos cursos d'água, outra é evitar deixar sacos de lixo em frente às casas durante o período de chuvas, pois este podem ser levados por enxurradas e acabar obstruindo esgotos, canaletas e córregos, ampliando a possibilidade de transbordamento por obstrução dos cursos d'água.

Se você mora em áreas próximas a rios e córregos, observe se água apresenta-se turva (indicando carreamento de materiais) ou com muito material boiando, isto pode ser um sinal que indica forte possibilidade de obstrução dos cursos ou estreitamento de margens, com potencial transbordamento e muitos danos.

Outra forma de ser surpreendido é observar a vazão ou fluxo d'água, se apresentar uma aparente elevação do volume de água, precavenha-se lembre-se que há toda uma rede de afluentes que podem acelerar ainda mais a elevação das águas, e não apenas as chuvas contínuas e localizadas, pois mesmo que estas não apresentem ser muito fortes, mas se caem continuamente nas cabeceiras de rios e córregos, podem forçar uma elevação rápida no nível das águas.

Para medir a velocidade com que se eleva o nível das águas num córrego ou rio, caso este não disponha de régua de medição próxima onde reside, ou não seja informada pelas autoridades competentes, você pode improvisar uma.  Basta pegar uma madeira em forma de régua, com 2 a 3m de comprimento, pinte-a de branco em uma das faces, e com auxílio de uma fita métrica faça marcações a cada 10cm pintando em cor escura.  Com as águas em seu nível normal de preferência, fixe-a em local visível e seguro, de forma que a marca inicial (0 zero) coincida com a lâmina d'água.  Nos dias chuvosos verifique a cada hora se possível o quanto as águas se elevam, se perceber que as chuvas e o volume das águas continua se elevando, estabeleça uma margem mínima de segurança para remover objetos e se retirar do local.  Um exemplo se o nível sobe 1m a cada 01 hora, antes que chegue a marca de 1m entre o nível da água e a margem, inicie a evacuação de sua casa e avise quem puder.

  Veja notícias e fotos neste link

Lembramos que todo o litoral brasileiro é sujeito aos efeitos das chuvas neste período, mesmo que por enquanto as chuvas se concentrem no Sul e Sudeste,

Veja também as postagens Tragédias evitáveis e Lamentável a tragédia no Rio nesta mesma página

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja responsável em seus comentários!

Flagrantes e opiniões no Foco BRASIL

Estamos elaborando e produzindo um novo instrumento de prestação de serviços de utilidade pública, de divulgação de ações sociais e expressão de opiniões, denúncia e informações.

Trata-se do blog Foco BRASIL que breve estaremos publicando, nele estaremos abordando questões relacionadas com o cotidiano e comportamento social, política, administração pública e povo.
Além de implementar, divulgar e apoiar ações de prestação de serviço de utilidade pública

Nossa abordagem será mais específica e isenta, numa linha de informação clara, que estará integrada as outras propostas, em alguns momentos complementando ações em curso, contudo com um formato diferente do trabalho que fazemos nesta página.

Manteremos um link direto com o novo blog aqui nesta sessão, a previsão é de realizar no mínimo uma publicação semanal através deste.

AGUARDEM!

-------------------------------------

Nossas publicações em português do Brasil, podem ser traduzidas através do Translation ou outro aplicativo.
Loading...