domingo, 27 de novembro de 2016

Rompendo outra vez o silêncio

Passadas as eleições municipais,  a situação do Brasil se degrada ainda mais e a perspectiva de que muitos dos alertas feitos aqui se concretizem rápido e de forma dura.

https://4.bp.blogspot.com/-6vnyCvYUp9Q/TLOvHErdKFI/AAAAAAAAABA/dgJJ4yQFBmM3erqDX7XiFeLD-_3qBRIzwCKgB/s200/
José Dilson Cavalcanti de Melo
Não foi um bom sinal o resultado das eleições, não em função de partidos mas da maior tendência ao conservadorismo e a manipulação social do povo, em função de projetos mesquinhos se sobresaírem, em razão de omissões e parcialidades de segmentos sociais brasileiros, mídias, instituições, justiça, governos, segmentos empresariais, capital financeiro e outras elites, que com desinformação e mentiras influenciam  parcela significativa da sociedade, e põem para baixo do tapete, o que podemos observar como reação nas urnas. onde as ausências, votos brancos e nulos, representaram em 2016, um total em torno de 40% do eleitorado, em algumas capitais até mesmo mais que esses números.

Uma reação tão forte deve ser estudada e considerada, mas evidencia o descrédito no processo atual, onde a democracia é posta em xeque.  Também não pode ser desprezada como um fator de imprecisão e instabilidade no pleito de 2018.  Nada pode garantir que os mesmos eleitores não retornem a participar e apoiar candidatos e partidos, mesmos os pseudos derrotados de agora como o PT, principalmente com Lula candidato e trannspondo as farsas e acusações sem provas em Curitiba.

-----------------------------------------------------------------

Só para lembrar o que dissemos e se repete agora:

Nosso texto Violência Mascarada, disponível na aba Memória Visual, aqui mesmo e publicado pelo Jornal dos Bancários de Pernambuco há 10 anos  e também disponível no link da Calameo, nós denunciavmos a brutal violência e a indeferça dos poderes e da sociedade, e com tal afetando sobre maneira as classes mais pobres do Brasil.

E na publicação de 30.04.2016 com o título:

Esperem e constatem. Mas o risco é de quem optou pelo erro.


Nós prevenimos e falamos antecipadamente das truculências e omissões públicas e da sociedade!

Outra vez tratamos de alertar a repetição de fatos absurdos como os massacres de periferia, onde neste alerta pontuamos claramente a ação de policiais que praticam violências, e ainda perseguem os mais simples e aqueles que são vítimas sejam de criminosos ou de outros fardados, os agentes da "lei" agem para de alguma forma encobrirem a verdade dos fatos.  Veja o trecho:

Mais um exemplo de violências mascaradas como em nosso artigo do passado, mas esta enfatizo por ser um aspecto não evidenciado como deveria e se repete em ações policiais pautadas em injustiças, manifestada contra minorias e quem defende a verdade, vítimas de perseguições ostensivas em breve.

Não fazemos apologia ao crime, não somos romnaticos também quanto as vítimas, mas o Estado não pode agir sem freios ou limites, caso contrário aqueles que já vivem em situação de risco, serão novamente vítimas, desta feita dos  que deveriam resguardá-los dos maus. Mais injustiças acontecem!

E como dissemos ocorreu na Cidade de Deus - Rio de Janeiro na última semana:

http://ejesa.statig.com.br/bancodeimagens/0i/93/v2/
Mortos na Cidade de Deus RJ - O Dia Luiz Ackermann / Agência O Dia

http://ejesa.statig.com.br/bancodeimagens/50/2i/8v/
Cidade de Deus ocupada pela PM - Luiz Ackermann / Agência O Dia

Moradores resgatam sete corpos na mata na Cidade de Deus após megaoperação - O Dia 20.11

Famílias enterram jovens mortos na Cidade de Deus: "choro da mãe do bandido é o mesmo" - UOL 22.11

Pelo sexto dia seguido, Cidade de Deus é palco de ações policiais - O Povo 24.11

Justiça barra mandados coletivos de busca e apreensão na Cidade de Deus - Carta Capital 25.11

O que aconteceu no Rio é grave e não  é novo, e mesmo os policiais que atuaram no local estão sob investigação, bem como os excessos que foram denunciados na ocupação que se seguiu as mortes e a queda do helcóptero da PM do Rio.

Infelizmente aconteceu como avisamos, e a sociedade não compreende o quanto está longe de Deus.

-----------------------------------------------------------------

Pois é, parte desta e outras mensagens relacionados já ocorreram ou ainda estão em curso, e a nós afeta muito, inclusive quanto ao futuro.  Mas estamos certos de que ainda que sejamos indignos e nos portemos mal diante de Jesus e de Deus, eles não nos faltaram como nunca o fizeram, pela grande misericórdia e amor que nos dispensam.  Ainda que expostos a vontades de terceiros e a injustiças, nós seremos conduzido pela fé em Deus, e mesmo sem estar totalmente preparados, vamos superar e vencer estes novos desafios e obstáculos que nos impõem na vida e na carreira, vamos seguir firmes e com Deus!

Repetimos as mensagens que se referem e ainda não podemos deixar claras pois faltam acontecer outros fatos relacionados.

Em 03.02.2013 já diziamos sobre o que ocorre no ambiente que estamos:

Devemos mudar nossas ações enquanto há tempo


A pretexto de promover mudanças e sanear, os que intervem no local e curso, na verdade tem outras motivações e intensões escusas que serão conhecidas depois, como está bem próximo a nós, é relevante.

Também estes fatos e mensagens tem conexão com outros, ditos numa mnsagem de 2014, e que se realizam dentro da mesma instituição e nos afetam igualmente, estando muito próximos de realizar-se.  Embora que de forma "redundante" pois já se principiaram à tempos passados. Eita b...

Repete-se o que um dia nos fizeram em nossa lida, quem vem de fora e à pouco se beneficia com as manobras do superior que não age como tal, especialmente com justiça e respeito aos valores de cada um. mesmo que o momento não seja propício .

Esta é de 27.12.2014,  Foi em   2015 se aproxima!

-----------------------------------------------------------------

Sobre 2016,  parte I:

Não é hora de fazer um balanço do que nos ocorreu em 2016, mas sugiro que leiam nossa mensagem de preparação em dezembro de 2015, comparem com o nosso ambiente atual e fatos recentes, observem se há conexão e se representou um aviso sincero para preparar os seus corações, pois ele não provém de nós essencialmente.

Que venha 2016, o tempo voa!


Uma reflexão em voz alta:

E nem terminamos o ano. mas cada vez mais próximo de grandes sinais, alguns a exemplos do que já ocorreram distribuídos por regiões até comuns e suscetíveis a tais forças, mas o que ocorrerá será ainda mais intenso e "comum" mas são preparativos em curso para os de fato grandiosos e suas conseqüências inimagináveis, até onde não são em determinado espaço de tempo suscetíveis. Tenho que cuidar e mudar no tempo próximo, e criar condições para isso são essênciais o tempo corre. Mas quando os sinais forem mais intensos e próximos do que de fato ameaça, volto a abordar mais claramente sobre o que nos referimos agora.


-----------------------------------------------------------------

Antes dos avisos que preciso fazer, confesso que apesar da preocupação e compromisso de fazer o bem e trazer mensagens que me foram confiadas, tenho por inúmeras razões formas cometido faltas, não só quanto ao que me será cobrado e é confiado, creio sinceramente pelo Espírito, mas também quanto a condutas vascilantes e persistência em algumas escolhas inapropriadas e ruins que ainda faço com mais costume do que deveria.  Que Deus nos perdoe por tais faltas e Jesus nos ajude!


AVISOS


Em um ponto próximo a uma cidade de porte, em seus arredores a operação tem algo de peculiar, os que de alguma forma se opõem ou até se confrontam, antes defendiam as mesmas cores, ainda que misturados a outros ou envolvidos, não tem haver com esporte mas com atividade militar ou institucional.  Sinais da desordem em que estamos!

O fato não é distante, mas estranho é que ocorra com alguém que não tem o hábito de uma vida desregrada, surpreende e necessita da intervenção dos bem próximo para não ocorrer mais tristezas.

Muitos ainda enxergam oportunidades, mas vão se surpreender com o que virá na instituição, mesmo que isso exponha publicamente alguns e os propósitos ruins que omitiram nas decisões justificadas.

Cada vez mais se manifestaram os fenômenos ainda que em áreas de incidência, a intensidade e os locais serão prenúncios do que vem  num futuro não muito distante e em alguns lugares serão surpresa, pois não havia sinais e ocorrências a não ser num passado muito distante.  Deus nos guarde do que vem!

Em virtude da ação dos dois, o risco iminente leva ele a reação que parece frustrar a ação dos maus.

Os que vão as ruas serão muitos, multidões de novo a fazer reinvindicações para sanar as mazelas dos que promoveram intervenções escusas, e a bandeira dos que protestam não será tão nova, mas válida para uns, as cores diferentes mesmo assim estarão de alguma forma  e por um tempo juntos!

Outra vez em meio a divisões e disputas, cores que se opõem, ele ainda assim será aclamado por chegar e ter superado os que lhes impunham restrições e incertezas, muitos de novo com ele nas ruas apoiando e o aclamando, para insatisfação dos opositores.

Na rua, em meio a mudanças imprevistas e não desejadas, esforça-se para agir normalmente e retomar a lida, mas há tensão  em meio a quem da rua faz uso para viver um chamado em alto som é sinal de que algo está errado, e o coletivo ou meio é uma necessidade que exige o esforço e agitação.

A situação é tensa e há movimentações não distantes de um limite ou fronteira, e há centros urbanos mas não tão grandes, e há presença de estranhos ao local onde normalmente não estaria, e gera conflitos ao que parece "pequenos", mas chama a atenção onde ocorre, e como envolve pessoas que não são normalmente propícias a estes.

As coisas que nos afastaram parecem diluir-se e há mais que nos aproxima em breve, com momentos e situações em família que não dá para dizer onde nos levam ainda, mas são boas apesar de tudo.

Em meio a situações estranhas e tumultuadas, em momento atípico eles marcham como que em uniformes e dão o tom do que está acontecendo, partidarisados, numa divisão que leva uns a comemorar, num espécie de carnaval diferente e fora de época, o que outros repudiam e contrapõem-se, mesmo em locais comuns e antes pacíficos.

Acho que a nova oportunidade fará ela ver melhor, em nova lida há algum conforto, e isso vai refletir nos gestos que fará a nós, breve, espero que sejam sinceros e duradouros.

Ainda assim, no novo ambiente que frequenta insiste em não se definir, a se expor a quem não tem os mesmos cuidados e atenção, em parte como forma de manipular e jogar, não gosto disso apesar de tudo o que há de bom e potencial no futuro que surge, e pode ser definitivo e verdadeiro.

Pois é, mesmo com a decisão ainda vamos ter embaraços burocráticos a vencer na secretaria, algo com um documento que não estava regular, mas parece que ao final da certo e a cifra tem algo próximo a 9 dezenas creio.


-----------------------------------------------------------------

Atos dos Apóstololos 13:37-39

Mas aquele que Deus ressuscitou não conheceu a corrupção. Portanto, fiquem sabendo bem, irmãos, que por meio dele é anunciado o perdão dos pecados. E por meio dele, todo aquele que acredita é justificado de todas as coisas que vocês não podem ser justificados pela Lei de Moisés.








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja responsável em seus comentários!

Flagrantes e opiniões no Foco BRASIL

Estamos elaborando e produzindo um novo instrumento de prestação de serviços de utilidade pública, de divulgação de ações sociais e expressão de opiniões, denúncia e informações.

Trata-se do blog Foco BRASIL que breve estaremos publicando, nele estaremos abordando questões relacionadas com o cotidiano e comportamento social, política, administração pública e povo.
Além de implementar, divulgar e apoiar ações de prestação de serviço de utilidade pública

Nossa abordagem será mais específica e isenta, numa linha de informação clara, que estará integrada as outras propostas, em alguns momentos complementando ações em curso, contudo com um formato diferente do trabalho que fazemos nesta página.

Manteremos um link direto com o novo blog aqui nesta sessão, a previsão é de realizar no mínimo uma publicação semanal através deste.

AGUARDEM!

-------------------------------------

Nossas publicações em português do Brasil, podem ser traduzidas através do Translation ou outro aplicativo.
Loading...